3.11.08

FRASES AVULSAS


Em tons pastel a paisagem recolhe uma criança a entrar no sono.
Numa ruela em Málaga palavras de Kavafis sobre o ocre.
O avanço implacável do deserto apaga na tenda o odor do chá.
O piano de Sam que nunca soou em Casablanca enche a cidade.
A orquestra dos ventos não faz dançar os barcos. Assombra-os.

Já estive em muitos portos mas nunca a minha ilha recusei.

Licínia Quitério

17 comentários:

hfm disse...

Daqueles que tocam bem cá dentro!

mafalda disse...

Bravo, Licínia! Todo o post está magnífico.
Beijos.
Mafalda

Maria disse...

Lembraste-me uma cantiga do Janita...
Que post mais belo, em tudo...

Um beijo

Mar Arável disse...

Neste mundo

estamos todos numa ilha

onde por encanto

se movem as águas

Justine disse...

Tantas referências a lugares míticos (lembrei-me de Alexandria, Kavafis!). E a nossa ilha, o local mais mítico de todos...
Tão belo, Licínia.

vida de vidro disse...

De todos os locais do nosso imaginário. E daqueles que temos em nós. Lindo, este post. **

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

O avanço implacável do deserto apaga na tenda o odor do chá.

Como assim? Ensandeceste, Licínia? Sem deserto o chá não tem odor!!! É o deserto!... Pernas traçadas no chão a preparar a mistura das duas ervas, a tenda esticada a sacões de ventania, a água do poço a cair fervente do bule, a salpicar os biscoitos de amêndoa, eh...O que é isto? Efeitos do aquecimento global?

Filomena Barata disse...

Sim belo, sabes bem que na escrita, como no viver, há momentos de urgência, porque senão o ar pode faltar!
Obrigada pelo site "Days with my father". Nem sabes o que me recordou. Apenas chorei sozinha ao vê-lo.

maria josé quintela disse...

podem ser avulsas


mas com deserto e vento em pano de fundo


o quadro fica perfeito!


um beijo licínia.

maria m. disse...

gostei muito deste poema. inteligente, numa abordagem plástica e só aparentemente objectiva. belísssimo!

bettips disse...

"Quando começares a tua viagem para Ítaca
reza para que o caminho seja longo
cheio de aventura e conhecimento."...
K. Kaváfis
***
Tal como dizia, ficam bem aqui os lugares
e os teus pensamentos soltos. Enchem-nos de nostalgia de ilhas, desertos azúis e dourados.
Belo Licínia!
Bjinho

batista disse...

já estive em muitas ilhas... mas nunca esqueci do porto: donde parti e sempre retornei...

tuas palavras, Licínia, parideiras, percebes?

deixo um abraço fraterno.

Graça Pires disse...

"A orquestra dos ventos não faz dançar os barcos. Assombra-os."
Excelente como sempre. Um beijo Licínia.

Ad astra disse...

haja ilha!

Marinha de Allegue disse...

A eterna presenza dos ocres...

Beijos querida Licínia.
:)

Vanda disse...

E que perfume nos trazes?

O do deserto ou de menta e jasmim?


Abençoados os que têm uma ilha, mergulhada neste oceano de sentir, Licínia!

Beijo e bom fim de semana!

cuotidiano disse...

Quem sou eu para dizer que é um texto belíssimo?

Por isso calo-me (e releio)


Beijo

arquivo

 
Site Meter