18.9.11

TUDO É POSSÍVEL


Tudo é possível no balcão dos sonhos
podes vir de mansinho com outro rosto
e eu sem nada me pesar dizer há muito
espero por ti Dirk e a bandeja na mão
a bandeja do Rick que passou a ser tua
e o piano vermelho a flutuar naquela rua
de Veneza não não era um canal era uma
rua ou talvez não fosse Veneza e o teu
sorriso dorido de café e gin igualzinho
ao do Dirk porque eu sei também o teu
estava a sofrer há um tempo assim de
tudo doer e digo mesmo tudo a bandeja
o piano a rua a cidade inteira é uma dor
informe talvez a vida seja isso um tempo
de doer e fugir para o balcão abaulado
dos sonhos a preto e branco há quem
diga que são a cores os sonhos das
pessoas tristes há quem fale de uma luz
que faz vermelhos os pianos que flutuam
quanto a mim fico à tua espera Dirk podes
estar em Lisboa ou Casablanca podes até
não vir sei o sonho de cor.

Licínia Quitério

4 comentários:

Justine disse...

Gostei tanto da intertextualidade cinéfila:)))E do toque surrealista:)))
E mesmo quando os sonhos se assemelham a pesadelos, é "pelo sonho que vamos"...

Mel de Carvalho disse...

tudo é possível, Licínia, até o despertar dos sonhos no balcão dos "não-sonhos".
ainda assim, pelo caminho, a beleza do texto (seu) é pauta de acordes onde nos tomamos em gratidão.


beijinho Licínia, bfs.
Mel

heretico disse...

viajamos em circulo nas notas de um Piano mitico!

play it again...

beijos

sandrafofinha disse...

Nos sonhos tudo é possivel,podemos ter sonhos bons,podemos ter sonhos maus,enfim,acho que faz bastante bem sonhar com aquilo que a gente mais deseja. No entanto há que ter cuidado para distinguir os sonhos da realidade em que se vive. Beijinhos fofinhos!!

arquivo

 
Site Meter