3.12.13

DISCO RÍGIDO


É mais um livro, o quinto, que me leva os escritos e os expõe à vontade de quem os quiser ler. Este diz-se em prosas, muito várias prosas, de vários tempos e lugares, de vários jeitos de escrever, de vários tamanhos e intensidades. Nele estão  recordações ficcionadas, divagações sobre os dias, desvarios até de uma Clarisse que sonha e é o próprio sonho. Realista, poético, onírico, avulso e descontrolado, numa poeira de palavras que se juntaram na gaveta dos novos tempos, no disco rígido do meu computador, que é como quem diz, na minha memória, esse lugar estranho onde tudo cabe e por vezes se deixa espreitar, por vezes se fecha a sete chaves, por vezes para sempre. 

Licínia Quitério

2 comentários:

Justine disse...

Fico feliz com o nascimento deste livro com as tuas belíssimas prosas. Parabéns e que seja um merecido sucesso :-)

(vai haver lançamento ou local de compra?)

Anónimo disse...

Fico curiosa, de tantas coisas avulso que fui conhecendo, da teia que prenderá os textos, na lisura das palavras todas juntas,
Bjs da bettips

arquivo

 
Site Meter