2.2.14

SABER


Saber que amanhã tudo será diferente


Que o gelo se derrete e a água 
escorre em desafio à sede
que vai e volta e vai e volta 
e nunca se detem porque
nada termina ou principia

Licínia Quitério

foto de Hugo da Silva

3 comentários:

heretico disse...

assim, de espiral em espiral, calcorreando os cumes...

belíssimo

beijo

Mar Arável disse...

Não há morte nem princípio

(hoje apeteceu-me publicar uma foto nossa no encontro da Ericeira)
Bjs

Graça Pires disse...

É assim que se renovam os sonhos...
Um grande beijo.

arquivo

 
Site Meter