10.9.06

DO VAZIO

Foto antiga


Vazios os lugares
e as mãos abertas
a tactear os rostos
como paredes nuas.
Pálidas as vozes
e nos ouvidos
só apelos de mar
na vaza da maré.
Quando por fim a tarde
aceita a rendição
as mulheres amam
os lugares vazios
e deitam-nos no colo
e embalam-nos
com as vozes sobrantes
do cansaço.
Mesmo os lugares vazios

sonham com a enchente
na cava desse abraço.


Por instantes, a mulher desafiou o vão do arco e casou o corpo com o aprumo da coluna. Ergueu o braço e, com a mão em pala, ajudou o olhar na busca do rio. Talvez tenha avistado as caravelas por detrás das casas. Voltou-se a sorrir e convidou o homem: Vamos continuar as descobertas? Foram. O lugar permaneceu. Sem o sorriso de inventar navegações. Vazio.

Licínia Quitério

25 comentários:

alikimista disse...

LIndo....
Bjs

herético disse...

ha sempre um rosto de mulher, um beijo ou uma ternura que preenchem um lugar vazio...

eterno feminino, que humaniza!

saKuraBunekOlaNdi@ disse...

que o vazio de sentimento seja preenchido...

aqui fica uma coisinha minha... que já deve ster tido oportunidade d dar uma vista d olhos no meu cantinho.

O vazio deste mundo
O vazio desta terra
O vazio profundo
O vazio do meu coração que aperta.

O vazio que senti
O vazio sentido
O vazio que nunca perdi
O vazio que nunca será perdido.

O vazio que tenho cá dentro
Um vazio de sentimento
O vazio que não compreendo
Um vazio de acontecimento.

O vazio da guerra
O vazio da dor
O vazio que encerra
O vazio do terror.

O vazio que tenho
Terá que deixar de ser vazio
O vazio será um lisonjeio
Quando for preenchido.

Vanessa Figueiredo

Um beiJINHo muito grande
*Gosto muito da tua visão.

DIAFRAGMA disse...

Mas que texto original!

JPD disse...

A comunhão de projectos, sentimentos é o melhor entídoto para o vazio.

Maria P. disse...

Há vazios tão preenchidos!...apenas alguns conseguem ver.

Boa semana, amiga.

Beijinhos.

pitanga disse...

E o silêncio que há nesses vazios? Às vezes tão necessários. Outras tão depressivos.

Carlos disse...

Falar é completamente fácil, quando se têm palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.

FOTOESCRITA disse...

Gostei do modo como falaste do vazio, esse ser que pode ser tão rico de sentido.

maria disse...

Licínia,

De há algum tempo a esta parte que tenho lido os teus comentários numa boa percentagem dos blogues que habitualmente visito. Não sei por que razão mas só hoje me decidi a vir conhecer o teu espaço. E não é que gostei do que encontrei? Agora aguenta-me :)... a partir de hoje, "O Sítio do Poema" vai passar a ser um dos meus (quase) diários locais de peregrinação.

Um beijo.

pensamentos_vagabundos disse...

desde que venho aqui acehi a coisa mais bonita que escreveste:)
um beijo vagabundo

pensamentos_vagabundos disse...

desde que venho aqui acehi a coisa mais bonita que escreveste:)
um beijo vagabundo

sabr disse...

Vazios assim são imensos. Boa noite.

vida de vidro disse...

Os lugares vazios estão afinal plenos de lembranças, de sonhos. Haverá quem consiga colher a essência dos lugares vazios? **

canela_e_jasmim disse...

BRAVO! Por tudo o que sentes e exprimes!
Um beijo grande

aquilária disse...

há pessoas que sabem que não há lugares vazios; há pessoas que embalam, nos lugares vazios, as memórias que invisivelmente os preenchem.

e há textos, como este, que são textos de embalar. terna melancolia.

um muito grande abraço.

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Lindo!
É bom vir aqui e respirar tranquilidade e palavras belas.
Bjs

legivel disse...

"Ergueu o braço e, com a mão em pala, ajudou o olhar na busca do rio... "

Os cacilheiros abriam-lhe sulcos regularmente como de terra cultivavel se tratasse. Dos golfinhos que nos seus tempos de menino chegou a ver, em cabriolas aquáticas, não teve notícia. Da ponte, chegavam os sons metálicos dos veículos que a transpunham, quais formigas incansáveis para cá e para lá. Voltou-se e convidou a mulher «E se déssemos um mergulho?» Ela sorriu por breves instantes e respondeu «Prefiro pescar-te.»

tb disse...

o vazio que se preenche e se enche de vozes, luzes e imagens como o teu espaço faz de mim...
Beijinho

alice disse...

deu-me um vazio de si e da sua poesia e vim cá preenchê-lo ;)

obrigada, licínia

um beijinho,

alice

Henrique Doria disse...

Foram eles inventar navegações, entre Índia e a Porta de Horn. Beijos.

Teresa Durães disse...

(xiii tanto comentário, nem sei que diga....


li este e o debaixo
(e o teu comentário na Maria P. sobre café eheheheheh)

e já foste ao Voando mas esta semana tem sido um pouco agitada

(hoje nem conto)

e rapidamente só para dizer que o que li gostei (foi tudo rapido)


e que tenho a tensão baixa
e a Maria P. bebe tantos cafés quanto eu :)

Isa&Luis disse...

Gostei muito do teu espaço.

Um beijo
Luis

Era uma vez um Girassol disse...

Bonito, aquilo que imaginas...
Apenas os lugares permanecem, vazios.
Triste,não é?
Bjs

angel disse...

Ha sido muy agradable descubrirte y leer tu poesía en la dulzura de tu idioma.

saludos...

arquivo

 
Site Meter