18.11.08

VALEU A PENA


Hoje a minha medida é o mar. O mar imenso, de todas as cores, de todos os amores. Mar que me tingiu de azul o coração, que me pôs no olhar um vestido de seda, que me deitou nos braços folhagens de amadas árvores. Mar sem procelas nem abismos. Mar de poucas letras e de infinitas palavras. Mar de suavíssimas lágrimas e de sorrisos luminosos. Mar de mim e dos outros na longa navegação da jangada que abracei. Valeu a pena, MAR.

Não me ocorre doutra forma agradecer a onda de carinho que me envolveu, a propósito da estreia de um livro. Gente de tantos lugares e de tantos tempos veio comigo viver a festa maior que sei fazer: a da Poesia, em mar de Amizade. Grata, comovida, grata.

Licínia Quitério

18 comentários:

bettips disse...

Porque tantas vezes vale a pena A-mar, A-cariciar, deixei-te um "obrigada" no meu lugar. A forma de te dizer publicamente, que o resto sabes e saberão os outros amigos.
Bj

Justine disse...

Foi tempo de partilha, tempo de enriquecer.
Obrigada eu:))

mena m. disse...

Tenho que me contentar com este post, com o poema que a Justine postou e os outros testemunhos dos que tiveram o privilégio de estar presentes, até receber o livro...

Pelo que me é dado a saber foi uma maré viva de emoções!!!!

PARABÉNS!!!!

Um beijinho

hfm disse...

Parabéns pelo lançamento.

maria carvalhosa disse...

Foi lindo, Licínia! Deixa-me partilhar um pouco desse mar contigo, porquanto também é nele que revejo a tua festa. A "nossa" festa, em torno e por causa de ti, da tua poesia, da tua generosa cumplicidade, dos teus amigos, cujo afecto por ti quase se consegue tocar, de tão tangível e evidente.
Beijos e obrigada, uma vez mais.

Maria disse...

Hoje a tua medida é imensa...
... como imenso foi o abraço invisível que nos demos, todos, naquela sala. Ao som das tuas palavras.
Obrigada, Licínia, pela tarde que me proporcionaste. Obrigada por todos os abraços. Obrigada pela Poesia. Toda. A dita e a que se respirava...

Um beijo

legivel disse...

... vale sempre a pena quando decidimos concretizar um projecto que nos deu grande prazer em realizar.
E ter os amigos por perto, é a cereja em cima do bolo. Não pude ir como te disse, mas festejei como se lá estivesse. Na tua festa.

Beijinhos de parabéns.

Graça Pires disse...

Parabéns Licínia. Tive pena de não estar. Um beijo.

vida de vidro disse...

Lamento não ter podido ir mas sinto-me feliz por ti e por essa festa de amigos. Beijo grande.

aquilária disse...

foi bom, estar ali, no coração da festa.

abraço

TMara disse...

E merecida foi por tudo ou pouco k sei de ti e teu modo de escrever/falar - de teu coração- tão bem exposto neste post.
Desculpa o atraso nas felicitações, mas tenho andado
envolvida a 1oo% no livro colectivo 22 OLHARES SOBRE 12 PALAVRAS.
Beijo grande e solidário.
Sempre a luz e a paz te iluminem e acompanhem

Maria P. disse...

Foi lindo!...Obrigada.

Beijinho*

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

Não deu para estar mas, pelo que me disse o mano, foi uma festa e pêras. Acho que mereces. Um beijo e que o teu lançamento editorial seja um êxito.
RR

PS: Acho que o legível não foi à festa mas andou a apanhar cerejas. Não percebi bem. Vou pedir à Patanisca para, quando vier dos states, trazer-lhe um GPS com a direcção de Mafra. (Gostava de fazer uma careta a rir-se com parêntesis e pontinhos mas não sei).

M. disse...

Foi tão bom, Licínia! E é tão bonito este teu post azul!

legivel disse...

rodrigo:

... é falso! nunca apanhei cerejas na vida!! dentro dessa área, a única coisa que sei fazer é dar milho aos pombos...


:-(

© Piedade Araújo Sol disse...

tu mereces.

parabéns.

beij

bettips disse...

Não te soube ver eu, lá, "aquilária" e tantas semanas nos deixaste ver o teu olhar no PPP. Que pena! Sirvo-me da Licínia para te mandar um abraço!

Ad astra disse...

grata, eu

por assim escreveres

beijo

arquivo

 
Site Meter