23.12.08

BOAS FESTAS

Uma manchinha de cor. Um imperceptível aceno. O riso de modestas bagas procurando o alto. Posso chamar-lhes Natal. São o meu presente para os caminheiros que por aqui passarem.




Licínia Quitério

11 comentários:

Maria disse...

Vermelha. E verde.
As cores do Natal...

Um beijo, Licínia

bettips disse...

Lugar que anima/acima, aceno que quebra um tempo indefinível.
(o meu é mesmo o azevinho, do jardim de Sophia)
Beijinhos, Licinia

Júlio Pêgo disse...

Mensagem poética natalícia de grande beleza que nos transporta aos pináculos da grande árvore da amizade, esperança e amor.
Votos dum luminoso 2009.
Júlio

maria m. disse...

Boas Festas, Licínia! Um beijo.

Arabica disse...

Pois, que as bagas cresçam e sem temor ganhem novas fronteiras.


Obrigada, Licinia, um beijo baga ou uma baga beijo, para ti também!

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Boas festas.

Era uma vez um Girassol disse...

Obrigada poelo presente!
Vermelho e verde, cores que simbolizam o Natal...
Bjs da flor

Nilson Barcelli disse...

Passei depois do Natal... ainda a tempo de te desejar um óptimo 2009, para ti e para a tua família.
Beijo.

De Amor e de Terra disse...

Olá Licínia, bom dia.
Vim buscar o presente e agradecer a visita e os votos.
Retribuo-os desejando PAZ e LUZ, sempre e para sempre.

Beijos da

Maria Mamede

heretico disse...

recolho a minha baga. vermelha.

e deixo um abraço. caloroso e fraterno

M. disse...

Claro que o chamado Natal já passou mas o tempo dos presentes não se extingue e este é dos que eu gosto. Obrigada, Licínia.

arquivo

 
Site Meter