20.4.09

VIAJO



Por vezes, viajo. Não o faço quando as asas da partida e da chegada ficam pesadas demais para os meus ombros. Digo da viagem concreta das estradas. Que da outra, inacabada, misteriosa, única, hoje ninguém alcançaria a minha fala.

Voltarei quando Maio ainda for giesta e rosa.

Até lá, o meu abraço de gratidão.


Licínia Quitério

17 comentários:

Paula Raposo disse...

Tão bonitas as tuas palavras...Até lá. Beijinhos.

Arabica disse...

Viaja, amiga.


Bons ventos te levem, nas asas das estradas e nas dos sonhos, também.

E em giestas te espero.

Um beijo de alfarroba :)

Graça Pires disse...

Aguardo até "quando Maio ainda for giesta e rosa". Um beijo Licínia.

Justine disse...

Que a viagem seja descoberta, alegria,aprendizagem. E volta com a poesia toda, e pronta!
Beijo, até lá

maria josé quintela disse...

boa viagem licínia. com asas ou sem asas.



um beijo.

maria m. disse...

belas palavras... tem uma boa viagem. um beijo.

M. disse...

Linda esta tua despedida.
Até ao reencontro aqui. Boa viagem!
Um beijinho

vaandando disse...

... boa viagem , volte quando ainda o tempo for de giesta e rosa , o que há-de ser ...
abraço
_________ JRMARTO

heretico disse...

poesia. sempre. aqui

até mesmo quando se trata de um adeus breve...

beijos

legivel disse...

... então, até essa altura do mês de Maio.
E que das tuas descobertas, nos tragas palavras tão floridas como são pródigas as desse mês.

beijos e sorrisos.

mena m. disse...

que a viagem seja uma fonte de inspiração e prazer!

Que bons ventos te protejam!
Beijinhos

Mar Arável disse...

25 de Abril

de novo

bettips disse...

Beijo de até à vista, boas viagens!

heretico disse...

beijo...

Ad astra disse...

e já é Maio

Um abraço

Mar Arável disse...

Abril de novo

no Maio de sempre

Arabica disse...

Aporto-me esperando-te.



Um abraço.

arquivo

 
Site Meter