14.6.10

AUTOBIOGRAFIA




Tudo passou por mim nas noites e nos dias:
a beleza dos corpos feitos de gelo ou brasa
fossem de gente ou ave ou seixo de riacho,
mudos como o luar ou com vozes de prata.
Eram bandeiras e choros e imprecações,
marchas negras de fome e arraiais e danças
e a ternura das mães e o desejo das mãos
e a deserção dos sujos e o abraço dos puros.
Houve também as paredes da casa e a janela
e a porta, como houve as minhas dores
recolhidas, fechadas. Aberta sempre a casa
a quem trouxesse o lume e a boa nova
ou precisasse de secar a roupagem dos olhos.
Com a fragilidade de um cristal de rocha
ou a exactidão e a força de uma teia de aranha,
por tudo vou passando e tudo em mim deixando
uma mancha de sol, uma breve lantejoula,
uma folha orvalhada, uma luz partilhada,
um amigo certo, uma palavra amada
e a loucura das rosas esquecidas do deserto.

Licínia Quitério

9 comentários:

hfm disse...

Muito bom.Belíssimo o último verso - remate indispensável.

heretico disse...

bela e generosa autobiografia. onde cabem os dias e as noites...

... feita de lume e boa nova.

e a casa aberta.
e a roupagem dos olhos.
e a loucura das rosas.

sublime.

beijo

Anónimo disse...

Religar
com o abraço dos puros.
Tão belo o entardecer contigo e teus pensares, Licínia!
Bjs da bettips

Benó disse...

Uma luz partilhada, um amigo certo.
Necessidades para uma vida onde a porta sempre esteve aberta.
Gostei da leitura da autobiografia.

Alien8 disse...

Sim, pode muito bem ser uma autobiografia. Melhor dizendo, é, porque assim lhe chamas.

Passa muita coisa neste poema, e eu gosto de poemas onde (se) passam coisas.

Abraço.

Maria disse...

Bela a tua autobiografia! Onde cabe tudo. Mãos desejo ternura amigo palavra. E a casa aberta...

Gostei, mesmo muito.
Um beijo, Licínia.

Justine disse...

Amiga, o teu poema contém, em cada palavra luminosa ou soturna, uma vida inteira vivida e sofrida. A tua, a nossa.
Beijo respeitoso e amigo

maré disse...

gosto muito destes poemas que têm sido postados nestes últimos tempos.


e gostava de voltar com tempo par os reler com mais atenção. falam-me.

__

beijos

M. disse...

Fantástica fotografia que tanto exprime!

arquivo

 
Site Meter