25.4.11

25 DE ABRIL de 2011




Falar de Abril é um trabalho grande
de lágrimas e nervos e saudades
Falar como quem canta ou inventa
um deus tecido de alegria
É um falar absoluto de flores nas mãos,
de crianças ao colo, de abundância
Dizer um nome novo, fazer um amor novo,
gritar e construir a fecundidade do silêncio
Pouco mais



Licínia Quitério

9 comentários:

Lídia Borges disse...

"Pouco mais" e é tanto!


Um beijo

M. disse...

"Pouco mais" porque o importante, o que vale a pena, está aí no que dizes.

Justine disse...

"pouco mais" que tudo é! E tu estás a tratar tão bem o nosso cravo, com rendas de palavras, de emoções e de força!

tb disse...

falar de Abril é falar de esperança! :)
Beijinho.

Anónimo disse...

Falar de ABRIL como tu falas
é sabê-lo SEMPRE em nós
e transmitido como o sabes e fazes!
Parabéns, minha querida L.
da bettips

Katatsumuri disse...

E que ninguém esqueça o "tanto mais" que Abril abriu em nós.

Mar Arável disse...

Amanhãs com belas memórias

Graça Pires disse...

Licínia "Falar como quem canta ou inventa um deus tecido de alegria
é falar de Abril... Gostei tanto.
Um beijo.

heretico disse...

um pouco mais de vermelho e seria festa! e Maio maduro...

muito belo.

beijos

arquivo

 
Site Meter