6.8.11

OS HOMENS PLANTARAM



Os homens plantaram os cedros e disseram: Nós saberemos o vosso  tempo de crescer. Sereis os guardiões do vento e dos olhares indesejados. Não ficareis doentes nem morrereis sem nossa ordem. Ser verdes e fortes é o vosso labor e o cumprireis. Aceitareis os nossos excessos e não direis da vossa estranheza. Não dareis asilo a aves palradoras. Jamais quebrareis a mudez e o alheamento. Para nosso deleite, tereis frutos pequenos e olorosos. Não penseis em deitá-los à terra, pois os arrancaremos. Obedecer é o vosso destino, o vosso inestimável conforto. Imperturbáveis, os cedros. Dir-se-iam felizes os súbditos verdes dos homens cinzentos. Não se entende porque apareceu uma rede entre os cedros e os homens. Há quem diga que os protege da mudez absoluta dos cedros.

Licínia Quitério

7 comentários:

Alien8 disse...

Fica aqui muito bem, sim!

bettips disse...

Os homens cercearam. Julgavam eles que o faziam a árvores, fazendo-o a si mesmos.
De tua sabedoria nos confortas; isto é porque, ou a ironia quotidiana ou a poesia diária, nos alimentam.
Bjs

hfm disse...

Será mudez? Ou uma revolta cerceada? Belo.

Justine disse...

Uma metáfora pujante de sombras, reflexos e silêncios sábios...

Mar Arável disse...

Estimada amiga

Ai quando os cedros falarem

e os homens souberem ouvir
silêncios acordados

Aguardo esse dia

Bjs

M. disse...

Porquê então tão perto da morte nos cemitérios?

sandrafofinha disse...

Frases escritas a vermelho demonstram muitos sinais de sentimentos puros e verdadeiros. Adorei o que escreveste. Mil beijinhos fofinhos,fica bem amiguinha!!

arquivo

 
Site Meter